half banner
Notícias
feed   Você está em: Notícias de Brasília | GDF
A+ | a-
Brasília
Publicado em: 20/06/2017 pela equipe do Brasília Web

Lugares mais vulneráveis são prioridades na Estratégia Saúde da Família

Diagnóstico feito pelas equipes envolve, por exemplo, condição de saneamento básico, índices de violência e taxa de analfabetismo do lugar onde o paciente vive.

   

Elys Vieira, de 43 anos, mora no Trecho 3 do Sol Nascente há quase duas décadas. O lugar, que aguarda licença do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) para início das obras de infraestrutura, ainda não tem rede de drenagem, esgoto ou asfalto. Pela vulnerabilidade local, é prioridade para a equipe de Estratégia Saúde da Família que cobre 75% do setor.

A coordenadora de Atenção Primária em Saúde, da Secretaria de Saúde, Alexandra Gouveia, explica que a estratégia consegue ser mais eficaz em ambientes onde as vulnerabilidades social, econômica e de saúde são maiores. “Claro que as áreas com condições melhores também são importantes, mas o impacto nelas é menor.”

A medida ainda obedece ao princípio de equidade, uma das doutrinas do Sistema Único de Saúde (SUS) — trata-se do atendimento aos pacientes de acordo com suas necessidades e oferecer mais a quem mais precisa.

Saneamento básico é um dos itens avaliados para medir a vulnerabilidade local

O diagnóstico da situação territorial é um dos primeiros passos para a implementação da Estratégia Saúde da Família. Nele, são incluídos dados relacionados, por exemplo, a taxa de analfabetismo, índice de violência e condição do saneamento básico.

Com essas informações, são definidos os cuidados e a forma de lidar com determinada comunidade. “Não traçamos ações com base no que achamos, mas na realidade que enxergamos ali”, ressalta a Alexandra.

Por conta das condições da área onde atua, a rotina de Cláusia Barreto Rocha, enfermeira da equipe de saúde da família que atende Elys, envolve ter um dia específico na semana para visitas domiciliares.

De acordo com ela, a escolha por os encontros ocorrerem no contexto onde o paciente está inserido não é à toa. A medida garante um cuidado integral, com foco nas causas e não só na doença. “Para a prevenção e a promoção da saúde, preciso ver como está a condição da casa, da rua”, detalha.

No caso dela, as visitas envolvem orientações específicas, como não andar descalço, cortar as unhas, não levar a mão à boca. Além disso, avalia-se o estado das ruas, se estão com água parada, esgoto à céu aberto ou se há outro problema que possa influenciar no aparecimento de alguma doença.

O filho mais novo de Elys, Isaac, de 7 anos, é tratado pela equipe de saúde pelo menos a cada dois meses, com sintomas de diarreia, verme ou sinusite. Todos os males têm alguma ligação com a situação do local onde vive.

Muito além da saúde

As equipes têm condições de propor ações que interajam com outras esferas do governo, como a administração regional. “Já cheguei a solicitar que tapassem uma fossa que não estava sendo utilizada e estava juntando água”, exemplifica Cláusia. Em outra oportunidade o órgão tapou buracos que apareceram em uma rua e poderiam se tornar foco do Aedes aegypti.

Alexandra explica que o cuidado vai além das questões ligadas diretamente à saúde. “A equipe não é responsável por instituir essas ações, mas ela participa da articulação para o que é necessário”, esclarece.

Obras no Trecho 3 do Sol Nascente

No Trecho 3, está prevista a construção de três bacias de drenagem, de 21,3 quilômetros de redes, com três lagoas de retenção e 450,5 mil metros quadrados de pavimentação. A obra nesse trecho está orçada em R$ 66 milhões.

Em 20/06/2017
Fonte: Mariana Damaceno, da Agência Brasília


Leia mais sobre: Notícias de Brasília | GDF

966 Registros: - Exibindo 1 de 138 - Primeiro - Anterior  - |  1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 |  -  Seguinte - Final

Desenvolvido por: Logo PortalBSB © 2000/2017 - Portal BSB Soluções em Internet | Certificado de Acessibilidade validado pela W3C na modalidade máxima WAI-AAAA e WCAG 1.0 | Certificado de Acessibilidade do código CSS validado pela W3C | Certificado de Acessibilidade validado pelo Acesso Brasil