half banner
Notícias
feed   Você está em: Notícias de Saúde
A+ | a-
Brasília
Publicado em: 12/06/2020 pela equipe do Brasília Web

Cirurgia metabólica pode controlar a diabetes

Especialista fala sobre procedimento do aparelho digestivo novo no Distrito Federal.

   

Aprovada pelo Conselho Federal de Medicina em 2017, a cirurgia metabólica é um processo recente e inovador para portadores do Diabetes tipo 2, que inicialmente não dependem de insulina. O procedimento que tem como objetivo controlar a doença, também pode estimular o emagrecimento.

De acordo com o cirurgião-geral do Hospital Anchieta, Dr Manoel Luiz Neto, a cirurgia tem semelhanças com outro procedimento, do ponto de vista de execução: a cirurgia bariátrica. Ambas envolvem alterações no estômago e no intestino que levam a melhora do perfil metabólico do paciente. "Enquanto a cirurgia bariátrica é usada para o controle de peso e de algumas doenças associadas à obesidade, a cirurgia metabólica tem como finalidade primordial o controle do diabetes do tipo 2, sendo a perda de peso um efeito secundário", explica o médico.

A cirurgia traz benefícios a curto e longo prazo. O principal benefício a ser notado é a melhora das médias de glicemia, indicada pela Hemoglobina glicada A1-C já no primeiro mês após o procedimento. Segundo o Dr. Manoel, o resultado está possivelmente relacionado à dieta e a alterações induzidas pelo desvio intestinal e alterações de hormônios intestinais.

Já no longo prazo, pacientes operados têm menos alterações nos rins e nos olhos cansados pela diabetes quando comparados a pacientes com diabetes descompensado, podendo ter efeito na redução da mortalidade.

Procedimento

Normalmente a cirurgia é realizada num tempo médio de uma hora, mas requer dois dias de internação. O procedimento é feito por meio de Laparoscopia, uma cirurgia pouco invasiva. "Através de pequenos cortes no abdômen e utilizando pinças especiais conseguimos criar um estômago menor, o que diminui o apetite por alterações hormonais, e desviamos o intestino, melhorando a liberação de insulina pelo pâncreas e o controle da glicose", detalha o especialista.

No pré-operatório é necessário que o paciente passe por uma avaliação sobre a diabetes e suas complicações. "O paciente passa por dois endocrinologistas para avaliar a necessidade da cirurgia, além da nutricionista, psicólogo e a equipe de cirurgia metabólica. Fazem parte dessa equipe também radiologistas, endoscopistas e outros especialistas", conta. Os profissionais avaliam o paciente minuciosamente para levá-lo à cirurgia no melhor momento para que obtenha o melhor resultado. "O ideal é que toda equipe esteja integrada em um só local para facilitar a discussão dos casos e a indicação do procedimento", acrescenta.

O cirurgião ressalta que a diabetes não tem cura e que o procedimento é feito para controle da doença. "O paciente pode até ficar sem medicamentos, mas não pode abrir mão do acompanhamento, pois a diabetes é uma doença crônica e que precisa ser acompanhada", destaca Dr. Manoel Luiz Neto.

Diabetes e obesidade

Segundo Dr. Manoel há ligação direta entre a obesidade e a diabetes tipo 2. "As duas doenças caminham juntas. Uma leva a piora gradual da outra, e quando o ciclo de piora se inicia o organismo precisa trabalhar sobre estresse o tempo inteiro, até que o pâncreas pode vir a deixar de produzir insulina, então o paciente passa a depender do hormônio externo para controlar a doença. Em geral quanto maior o nível de obesidade, pior em alguns pacientes é a resistência à insulina", explica.

Para o especialista, quanto mais tempo o paciente tem de resistência à insulina e obesidade, maior a chance de desenvolver o risco de desenvolver diabetes. "O paciente que fica muitos anos com o diabetes descompensado associado a obesidade, irá desenvolver alguma complicação relacionada aos vasos sanguíneos, como amputações, impotência sexual, insuficiência renal, infarto, cegueira ou infarto do miocárdio", conta.

Os pacientes obesos com diabetes tipo 2 são os candidatos com indicação para cirurgia metabólica. "Pacientes com índice de massa corpórea superior a 30 e que tenham diabetes podem realizar a cirurgia metabólica desde que tenham tentado tratamento com medicações e modificação do estilo de vida e não tenham obtido sucesso no controle da doença", explica.

Cirurgia digestiva no Anchieta

O Hospital Anchieta e o Instituto de Cirurgia Digestiva firmaram uma parceria para oferecer o primeiro serviço privado do Distrito Federal dedicado a cirurgia metabólica para o diabetes tipo 2.O serviço está localizado no Centro de Excelência Anchieta, onde uma equipe multidisciplinar estruturada garante agilidade no pré-operatório e segurança da cirurgia.Todos os processos são integrados, fazendo uma linha de cuidado sem interrupções ou entraves.

O serviço conta com cirurgiões Membros e Titulares das principais sociedades de especialidades médicas do Brasil e do mundo. São especialistas em cirurgias minimamente invasivas com mais de 7000 procedimentos bariátricos e metabólicos.

Em 12/06/2020
Fonte: Imprensa Anchieta


Leia mais sobre: Notícias de Saúde

966 Registros: - Exibindo 1 de 138 - Primeiro - Anterior  - |  1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 |  -  Seguinte - Final

Desenvolvido por: Logo PortalBSB © 2000/2020 - Portal BSB Soluções em Internet | Certificado de Acessibilidade validado pela W3C na modalidade máxima WAI-AAAA e WCAG 1.0 | Certificado de Acessibilidade do código CSS validado pela W3C | Certificado de Acessibilidade validado pelo Acesso Brasil