half banner
Notícias
feed   Você está em: Notícias do Esportes
A+ | a-
Brasília
Brasil enfrenta Campeonato Mundial de Voleibol Masculino 2018 com novo treinador
Publicado em: 05/09/2018 pela equipe do Brasília Web

Brasil enfrenta Campeonato Mundial de Voleibol Masculino 2018 com novo treinador

O evento deste ano que acontecerá até o dia 30 de Setembro será sediado em dois países pela primeira vez na história.

   

Apesar da derrota para Polônia na etapa de 2014, o Brasil conseguiu realizar uma reviravolta técnica, garantindo o ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 no Rio de Janeiro e, embora a Rússia ainda seja a maior detentora de títulos no Mundial, as expectativas apontam para mais uma possível vitória do bem preparado time brasileiro. O evento deste ano que acontecerá até o dia 30 de Setembro será sediado em dois países pela primeira vez na história.

Uma nova identidade para o time brasileiro

O evento desde ano é um momento importante para o time brasileiro e sua consolidação no cenário do vôlei mundial. Após a saída de Bernardinho que ficou por mais de 15 anos à frente da seleção brasileira de vôlei, o time conta com a orientação do novo técnico Renan Dal Zotto, ex-jogador da seleção. Para o diretor da seleção, Radamés Lattari, Bernardinho precisava descansar. “É um desgaste natural ao longo dos anos, ele queria um tempo para cuidar da própria saúde e da família”, relatou, complementando que não foi exatamente uma escolha, mas sim uma necessidade. “vocês não fazem ideia de como foi sofrido para ele tomar essa decisão, mas ele estava aliviado”.

Renan, por outro lado, estava há cerca de oito anos sem treinar um time antes de substituir Bernardinho. O tempo “na geladeira”, segundo especialistas e análises do Betway, podem ser o suficiente para deixar o Brasil longe do título este ano, garantindo espaço para o preparo técnico dos EUA, França ou mesmo Itália, times que além de campeões, sempre colocam em evidência as eventuais problemáticas técnicas do time brasileiro. Outra questão importante é que Renan Dal Zotto ganhou seu único ouro, como jogador, em 1983 em Caracas, ou seja, há mais de 35 anos.

Rússia é hexa; Brasil e Itália são tri

Apesar de a Rússia não vencer nenhum mundial de vôlei desde 1982, quando ainda atendia por União Soviética, possui um total de seis medalhas de ouro. É seguida então por Brasil e Itália que possuem três medalhas de ouro cada, seguidos por República Checa e Polônia com duas medalhas cada. Destes, foi a Polônia quem levou a melhor no mundial de 2014, desbancando o Brasil num placar emocionante de 3-1 em um estádio lotado, acabando com o sonho e tirando a possibilidade de tetra naquele ano para o nosso país.

Dois anos depois, no entanto, o Brasil retomou o favoritismo ao levar medalha de ouro do voleibol contra a Itália nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, evento esportivo ocorrido no Brasil que contou com mais de 6 bilhões de ingressos vendidos no total e também com a tradicional passagem da tocha olímpica. A ocasião do jogo, no entanto, aumentou também as expectativas quanto às boas execuções da Itália em quadra, elevando drasticamente suas chances de também poder levar a melhor este ano, uma vez que é igualmente tricampeã da modalidade mundial fora das olimpíadas.

Sob uma análise linear e uma perspectiva geral, o Brasil continua levando a melhor mesmo após a derrota de 2014, isso porque ganhou os mundiais de vôlei em 2002, 2006 e 2010 e também conta com a vitória em 2016, há exatamente dois anos atrás. Além disso, para tranquilizar quem possa estar pensando na escalação, Dal Zotto já deixou claro que boa parte do elenco da vitória olímpica estará presente nas finais deste ano. Para os jogadores com melhor aproveitamento de 2016, Serginho e Wallace, a vitória só foi possível graças ao bom gerenciamento do Benardinho.

Além das Olímpiadas e demais mundiais, o Brasil apresenta um voleibol de qualidade com todos os requisitos técnicos de alto padrão, assim como no futebol. Para especialistas, o hábito de incentivar estas e outras modalidades como rotina infantil é um dos fatores que podem vir a garantir cada vez mais títulos para nosso país. Um exemplo claro é o capitão da seleção de vôlei Bruno Mossa, filho do ex-técnico Bernardinho.  

Em 05/09/2018


super banner
Leia mais sobre: Notícias do Esportes

326 Registros: - Exibindo 1 de 47 - Primeiro - Anterior  - |  1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 |  -  Seguinte - Final

Desenvolvido por: Logo PortalBSB © 2000/2018 - Portal BSB Soluções em Internet | Certificado de Acessibilidade validado pela W3C na modalidade máxima WAI-AAAA e WCAG 1.0 | Certificado de Acessibilidade do código CSS validado pela W3C | Certificado de Acessibilidade validado pelo Acesso Brasil